Progressive Classical Music Award

Progressive Classical Music Award2019-09-02T12:53:59+00:00

O concurso

Trazer novos ares à cena da música de câmara e dar um novo impulso ao classicismo – estes foram os objetivos de Marie-Luise & Christoph Dingler (The Twiolins) quando criaram o Prémio Progressivo de Música Clássica (anteriormente: Crossover Composition Award). O concurso é realizado de três em três anos a fim de expandir o repertório do conjunto de dois violinos. Nos anos de 2009, 2012 e 2015 ele teve uma ótima resposta com um total de aproximadamente 550 compositores participantes de 50 países.

O concurso requer músicas que “fazem o público se arrepiar em entusiasmo transbordante”, seja por efeitos virtuosos ou por grandes emoções. Os compositores têm absoluta liberdade musical. Só existe um único requisito formal: a composição deverá durar aproximadamente 5 minutos.

A forma aberta do concurso foi escolhida de forma consciente para promover  o aparecimento de músicas originais com emoções modernas.  Com esta diversidade de estilos pretendemos contribuir ao desenvolvimento sustentável do concerto y do público classico.

O terceiro PCMA ocorrerá em 2019 e a história de sucesso iniciada em 2009 continuará.

O público decide

No PCMA, o público é diretamente integrado no processo da competição. Depois de uma pré-selecção efetuada por um júri representativo composto de renomados músicos, regentes de orquesta e compositores (Julian Rachlin, Prof. Christoph Poppen, Prof. Sidney Corbett, Aleksey Igudesman, entre outros), decorrerá a grande final:

Os Twiolins estreiarão seis composições e a seguir, o público decidirá sobre a atribuição do prêmio.

CCA 2009

O procedimento

O concurso é realizado de três/quatro em três anos e tem início em 15 de fevereiro (2009, 2012, 2015, 2019,…) Depois da data limite de inscrição, o dia 5 de julho, o júri revisará todas as composições submetidas e selecionará as seis melhores.

A grande final terá lugar no dia 28 de setembro em Mannheim (Alemanha):

•    Na primeira metade do recital, os Twiolins estreiarão as seis obras selecionadas diante do público em ordem aleatória. Nem os compositores, nem os títulos serão revelados.

•    O público anotará seus favoritos em boletins de voto. O escrutínio de votos será realizado durante o intervalo.

•    Na segunda metade do recital, os resultados serán anunciados e os prêmios serão atribuidos.

•    Por último, a obra vencedora será tocada outra vez.

SustentabilidadeTwiolins Jury 2012

Os vencedores, que muitas vezes são compositores jovens, recebem prêmios em um total de 11.000€. Suas composições são publicadas por editoras renomadas: Peer Music em 2012 e 2015, Ries&Erler em 2009.

Além disso, são gravadas em CD pelos Twiolins: “Virtuoso” 2011, “Sunfire” 2014, “Secret Places” 2017.